terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Gondomar ‘trava’ Sertanense

O Gondomar colocou um ‘ponto final’ na excelente série de resultados, que o Sertanense vinha protagonizando nas últimas jornadas do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Centro). Na ronda deste fim-de-semana, o Sertanense saiu derrotado (1-0) da deslocação a Gondomar, mas continua na segunda posição da prova, a dois pontos do líder Tondela.
De acordo com a crónica publicada no jornal Record, “um atraso fatal de Adilson proporcionou ao Gondomar a obtenção do tento solitário que lhe assegurou o triunfo, num jogo muito disputado mas sem grandes oportunidades”.
A mesma crónica revela que o “Sertanense deixou boa impressão e apostou tudo nos últimos minutos para chegar à igualdade”.
O Campeonato Nacional da 2.ª Divisão regressa no próximo dia 9 de Janeiro, altura em que o Sertanense recebe o Padroense, actual terceiro classificado.

Ficha de jogo

Estádio S. Miguel (Gondomar)
Árbitro: Jorge Tavares (Aveiro)
Gondomar: Sérgio Leite, Pedrosa, Jorge Silva, Materazi, Raul, João Pedro (Marcelo, 80’), Luís Neves (N. Fonseca, 45’), Boubacar, Joca (P. Mendes, 51’), Vieirinha e Dagil
Sertanense: Pedro Fernandes, André Santos, Pedro Miguel, Adilson, Gil Barros (António, 86’), Leandro, Fábio Ferreira (Leo Oliveira, 56’), Idris, Casquinha, Júlio e Luís Fernando (Hugo Ventosa, 64’)
Golo: Marcelo (81’)
Foto: Jornal Record

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Sertanense organiza Jantar de Natal no dia 22 de Dezembro

A Direcção do Sertanense Futebol Clube vai organizar, no próximo dia 22 de Dezembro (Quarta-feira), um Jantar de Natal, que juntará directores, jogadores, treinadores, colaboradores, patrocinadores e elementos afectos ao clube. A iniciativa decorre no Restaurante Ponte Velha e tem início pelas 20h30m.
Os interessados em inscrever-se para o jantar (preço – 10 euros) deverão faze-lo no restaurante, junto dos directores responsáveis (no caso dos pais e amigos dos jogadores de formação) ou na sede do clube até dia 21 de Dezembro.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

E as vitórias sucedem-se a caminho do pódio

O Sertanense continua a protagonizar uma das melhores épocas de sempre nesta temporada de 2010/2011. Além da vitória (1-0) deste fim-de-semana, diante do Coimbrões, a formação sertaginense continua a apenas um ponto do primeiro classificado (Tondela), no Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Centro), um feito difícil de imaginar há alguns anos.
O jogo de ontem, contudo, não começou bem para os comandados de José Bizarro que entraram algo desconcentrados na partida. Por seu lado, o Coimbrões teve um melhor arranque e criou algumas situações de perigo ao guardião Pedro Fernandes, que teve de se aplicar a fundo para garantir a inviolabilidade das suas redes.
Só a meio do primeiro tempo, o Sertanense equilibrou as operações, começando a dominar o jogo logo de seguida. Fruto desse domínio, e já perto do intervalo, o conjunto da Zona do Pinhal chegou ao golo, na sequência de uma boa jogada da linha média da equipa – Fábio Ferreira recebeu a bola de Casquinha, avançou alguns metros, e à saída do guarda-redes contrário desviou o esférico na direcção do ponta-de-lança Luís Fernando, que só teve de o empurrar para o fundo da baliza.
A segunda parte começou com ‘sinal mais’ do Sertanense, que desperdiçou mais algumas boas oportunidades de golo. Com o passar dos minutos, as equipas foram quebrando fisicamente (os jogos da última quarta-feira tiveram os seus efeitos para ambos os lados) e o desafio perdeu qualidade, apesar da linha média sertaginense ter continuado a demonstrar uma regularidade notável (excelente actuação de Leandro, Casquinha e do já ‘inevitável’ Idris).
No próximo domingo, o Sertanense desloca-se ao terreno do Gondomar, actual sétimo classificado na prova, com 16 pontos.

Ficha de jogo

Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos
Árbitro: Ricardo Lourenço (Portalegre)
Sertanense: Pedro Fernandes, André Santos, Pedro Miguel, António (Hugo Ventosa, 90’), Gil Barros, Idris, Leandro, Casquinha (Adilson, 64’), Fábio Ferreira, Luís Fernando e Júlio (Leo Oliveira, 70’)
Coimbrões: Ivo, Nando, Sérgio, Joel, Huguinho, Fábio Martins, Carlos Sousa, Vítor Fonseca (João Paulo, 62’), Pedro Tavares, Lourenço e Nuno Pinto
Golo: Luís Fernando (40’)

Juniores do Sertanense conquistam primeiro ponto no Nacional

O Sertanense conquistou, no sábado, o primeiro ponto no Campeonato Nacional da 2.ª Divisão de Juniores (Série C), mercê de um empate (1-1) alcançado diante da Académica de Santarém.
Depois de 15 derrotas consecutivas, os juniores do Sertanense somaram assim o primeiro ponto nesta prova. O resultado assume contornos históricos, sobretudo se tivermos em atenção que esta é a primeira vez que uma equipa de juniores do clube pontua neste Campeonato Nacional. Recorde-se que na primeira passagem pelo Nacional, em 1995/96, os sertaginenses somaram 22 derrotas em 22 jogos.
O defesa David foi o autor do golo que valeu o empate ao Sertanense. Apesar deste resultado, o clube mantém a última posição no Campeonato, deslocando-se na próxima jornada ao terreno do Odivelas.
Nos outros escalões de formação, as equipas do Sertanense também tiveram um comportamento positivo. Nos juvenis, o Sertanense goleou (5-0) o Teixosense e subiu à quinta posição, somando agora 12 pontos, ao passo que os Infantis ‘B’ venceram, em Oleiros, a Casa do Benfica por 5-4.
Os infantis perderam em casa (3-7) com o Valongo e mantiveram a quinta posição no campeonato distrital. Os iniciados folgaram neste fim-de-semana, mas continuam na terceira posição, com oito pontos.

Foto: Cortesia do Atlético Digital

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

União da Serra não trava marcha vitoriosa do Sertanense

O Sertanense continua a sua marcha triunfal no Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Centro). Desta vez, foi o União da Serra a não ter argumentos para a equipa da Sertã, que foi a Santa Catarina da Serra vencer por 2-1. Com este resultado, o Sertanense ficou a apenas um ponto da liderança da prova.
O primeiro golo dos visitantes chegou bem cedo, à passagem do minuto 9. André Santos marca o canto, a bola é mal aliviada pela defesa do União da Serra e Adilson, à entrada da área, desfere um potente remate e abre o marcador.
Em vantagem, os’ homens’ de José Bizarro recuaram um pouco e os serranos subiram no terreno de jogo, apesar de nunca terem assustado verdadeiramente o guarda-redes Pedro Fernandes.
Após o intervalo, o União da Serra igualou a partida, na sequência de uma grande penalidade, apontada por Nélson Sousa.
Todavia, o Sertanense não baixou os braços e aos 54 minutos, numa boa jogada do ataque, Júlio desfez o empate.
Até ao final, o resultado não sofreu alterações e a formação sertaginense acabaria por justificar plenamente o triunfo.
No próximo domingo, o Sertanense recebe o Coimbrões, que ocupa neste momento o sexto lugar, com 16 pontos.

Ficha de jogo

Campo da Portela (Santa Catarina da Serra)
União Serra: Nélson, Luís Lagoa, Nélson Sousa, Marco Aurélio, Beto, Miguel Pinheiro, João Martins, João Magalhães (Antero, 80’), Pedro Santos (André Fontes, 80’), Bruno Matias e Zim
Sertanense: Pedro Fernandes, André Santos, António, Adilson, Gil Barros, Idris, Casquinha, Leo Oliveira (Leandro, 82’), Toni (Luís Fernando, 88’), Danny (Pedro Miguel, 89’) e Júlio
Golos: Adilson (9’), Nélson Sousa (50’) e Júlio (54´)

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Grupo Coral do SFC actua em Lisboa

O Grupo Coral do Sertanense Futebol Clube (SFC) vai dar um concerto de Natal, no próximo dia 11 de Dezembro (Sábado), na Casa da Comarca da Sertã (CCS), em Lisboa. Este espectáculo está inserido na 2.ª edição da Venda de Natal da CCS, que decorre no mesmo dia, entre as 16 e as 20 horas. Nesta Venda de Natal, “estarão disponíveis para venda e consumo no local diversos produtos de gastronomia regional (maranhos, bucho, enchidos e doçaria regional) da firma Santos & Marçal”, também da Sertã.
Esta será a segunda vez que o Grupo Coral do SFC actua na Casa da Comarca da Sertã, depois do brilhante espectáculo de Maio de 2009.
Entretanto, a Casa da Comarca da Sertã informa que “na ocasião procederemos à recolha de roupas e brinquedos para entregar posteriormente a uma entidade ainda a seleccionar e que desenvolva a sua actividade de solidariedade num dos concelhos da Casa da Comarca da Sertã, pelo que apelamos ao sentido de solidariedade de sócios e amigos para ajudar aqueles que mais necessitam”.
A entrada para o espectáculo é livre e a sede da CCS fica situada na Rua da Madalena, n.º 171, em Lisboa.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Sp. Pombal e Sertanense empatam a zero

O Sertanense ‘arrancou’ ontem um empate (0-0) na deslocação ao terreno do Sporting de Pombal, em jogo a contar para o Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Centro). Com este resultado, a equipa da Sertã manteve o segundo lugar da tabela classificativa, agora a três pontos do primeiro classificado, o Tondela.
O jornal Record publica na sua edição de hoje uma pequena crónica do jogo, que a seguir transcrevemos: “Com o Sertanense mais balanceado na frente e o Sp. Pombal a apostar no contra-ataque, sobretudo pelos flancos, o jogo foi equilibrado e mesmo bem jogado na primeira parte, em que o nulo ao intervalo espelhava o equilíbrio.
Na segunda metade, e com o agravamento do estado do relvado, o desafio transformou-se numa lotaria, em que qualquer das equipas poderia sair vencedora, o que não sucedeu. O trabalho do árbitro foi positivo”.
Na próxima quarta-feira (8 de Dezembro), o Sertanense desloca-se ao terreno do União da Serra, para uma partida da 11.ª jornada. O União da Serra ocupa actualmente o nono lugar da classificação, com 13 pontos. No dia 12 de Dezembro, o Sertanense recebe a formação do Coimbrões, em jogo a contar para a 12.ª jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Centro).

Ficha de jogo

Estádio Municipal de Pombal
Árbitro: Rui Patrício (Aveiro)
Sp. Pombal: Nuno Viseu, Fábio, Wilson, Edgar, Micas, Ascenso (Rodrigo, 89’), Delfino, André Costa, Alex, João Pinto (Cléber, 59’) e Ricardo Silva
Sertanense: Pedro Fernandes, Hugo Ventosa, António, Adilson, Gil Barros, Leandro, (Leo Oliveira, 66’), Casquinha, Idris, Danny (Luís Fernando, 74’), Toni e Júlio

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Sertanense não deu hipóteses ao Boavista

“Foram onze leões dentro de campo”. As palavras de José Bizarro, em entrevista à Rádio Condestável, são reveladoras da forma categórica e irrepreensível com que o Sertanense levou de vencida o Boavista, antigo campeão nacional. O jogo, a contar para a nona jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Centro), terminou com a vitória (2-0) dos sertaginenses, que realizaram uma das suas melhores exibições esta época.
Perante um público muito entusiasta (de ambos os lados), Sertanense e Boavista começaram a partida de forma muito equilibrada, com o desafio muito disputado a meio campo. As oportunidades de golo, na primeira meia-hora, foram escassas e as defesas superiorizaram-se aos ataques.
Todavia, à passagem do minuto 32 o jogo mudou de figurino. A expulsão do boavisteiro Hélio deixou os visitantes reduzidos a 10 e José Bizarro percebeu logo como acertar a equipa para aproveitar este factor. O Sertanense cresceu e foi sem surpresa que, já perto do intervalo, chegou ao golo – grande passe de Casquinha, a ‘romper’ toda a defesa contrária, para Júlio que diante de Vítor Golas não deu qualquer hipótese, colocando a bola no fundo das redes.
Depois do intervalo, o ‘sinal mais’ voltou a pertencer ao conjunto da Zona do Pinhal. Numa excelente jogada de combinação dos extremos do Sertanense (Danny e Toni), o segundo golo chegaria pelos pés do cabo-verdiano Danny.
Daí para a frente, a formação da Sertã limitou-se a controlar o jogo e só perto do fim da partida o Boavista, num remate de fora da grande área, colocou em perigo a baliza de Pedro Fernandes, que se opôs em grande estilo ao ‘tiro’ dos axadrezados.
No próximo fim-de-semana, o Sertanense desloca-se ao terreno do Sporting de Pombal, que ocupa neste momento o 11.º lugar da tabela classificativa, com 10 pontos, menos nove que o Sertanense, que manteve a segunda posição depois desta jornada.

Ficha de jogo

Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos
Árbitro: Joaquim Gayo (Braga)
Sertanense: Pedro Fernandes, Hugo Ventosa, Adilson, António, Gil Barros, Idris, Leandro (Leo Oliveira, 90’), Casquinha, Danny (Alex, 79’), Toni e Júlio (André Santos, 90’+3)
Boavista: Vítor Golas, Hélio, Leo Bonfim, Diogo Leite, Mário Loja, Emerson (Joel, 38’), Fabinho (Ruizinho, 55’), Rui Lopes, Rui Dolores (Machado, 43’), Beré e Paulo Campos
Golos: Júlio (40’) e Danny (53’)

Foto: Paulo Henriques (jornal Record)

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Equipas do passado: Sertanense em 1978/79


Ainda hoje há quem diga que esta equipa foi uma das melhores da história do Sertanense. Para isso muito terá contribuído o fantástico campeonato realizado nesta temporada, com a subida à 3.ª Divisão a ficar muito próxima.
Não se pode dizer que o plantel tenha sofrido muitas alterações face à época de 1977/78, todavia os jogadores que entraram, caso de Farinha, foram importantes mais-valias que vieram tornar a formação, orientada por Edmundo Silva, mais forte.
Vítor Serrano, Né, Rui Dinis, Franco, José Marques, V. Serra, Jorge Coelho, Jorge Marques, Tó Marques, Farinha e Rui Vaz eram os jogadores que formavam o ‘onze’ mais utilizado ao longo da prova. Mas as alternativas no banco eram muitas e de qualidade, nomeadamente Ezequiel, Vítor Cavalheiro ou Luís Filipe.
O sorteio ditou que na primeira jornada o Sertanense recebesse em casa a Póvoa de Rio de Moinhos, uma equipa que não trazia boas recordações das épocas anteriores. As dificuldades esperadas acabaram por confirmar-se, mas o conjunto sertaginense não deixou fugir a vitória (2-1).
A deslocação às Minas da Panasqueira não devolveu boas notícias (derrota por 1-0), mas a recepção à Desportiva do Fundão confirmou que tínhamos equipa. A vitória final (2-0) foi elogiada pela maioria da imprensa escrita do distrito, merecendo uma referência especial no «Jornal do Fundão».
O bom momento de forma confirmou-se no sempre difícil terreno do Atalaia, onde a equipa saiu vencedora por 2-1. O empate em casa diante do Cebolense, na jornada seguinte, serviu de alerta aos jogadores, até porque nada estava ainda ganho.
O alerta parece ter resultado, isto porque o adversário seguinte, a AD Idanhense, teve que se ver com todo o poderio futebolístico desta formação, encaixando três golos sem resposta.
O empate (0-0) no terreno do União Idanhense foi arrancado a ferros, mas a vitória (1-0) sobre o mais directo opositor neste campeonato, o Barco, foi a demonstração de que a equipa estava no caminho certo.
A vitória (3-0) no Campo Nun’Álvares, diante do Vitória de Sernache, deu ainda mais motivação, a qual seria reforçada pelo triunfo (2-1) na Póvoa de Rio de Moinhos e pela goleada (7-0) frente às Minas da Panasqueira, com Farinha e Tó Marques a assinarem três golos cada.
Esta vitória e o empate na jornada seguinte (2-2 com a Desportiva do Fundão) permitiram ao Sertanense subir à primeira posição em igualdade pontual com o Barco.
O primeiro lugar foi sol de pouca dura, devido à derrota no campo do Cebolense, que relegou o conjunto da Sertã para a segunda posição.
Quatro vitórias nas últimas quatro jornadas (AD Idanhense, União Idanhense, Barco e Sernache) garantiram a primeira posição no final da primeira fase e asseguraram a passagem à fase-final do Distrital de Castelo Branco, onde se iria decidir o título de campeão.
Quatro equipas (Sertanense, Teixosense, Barco e Unhais da Serra) partiram à conquista da subida à Terceira Divisão Nacional.
A primeira volta da prova não correu da melhor maneira ao Sertanense, que registou duas derrotas e um empate em três jogos. O nervosismo traiu os jogadores na maioria destes jogos, apesar das boas exibições realizadas.
Todavia, na segunda volta tudo foi diferente. Mais confiante e apresentando o futebol que lhe granjeou muitos elogios durante a fase inicial do campeonato, o Sertanense depois de empatar (1-1) no Teixoso, venceu o Unhais da Serra e o Barco.
No final da prova, as quatro equipas surgiam em igualdade pontual no primeiro lugar da prova, contudo o Teixosense apresentou o melhor ‘goal-average’ entre os oponentes.
Apesar de não ter subido de divisão, o Sertanense realizou uma prova fantástica, praticando um futebol “vistoso” e de “qualidade”, segundo os jornais do distrito.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Equipas jovens do Sertanense com fim-de-semana positivo

As equipas jovens do Sertanense tiveram, este fim-de-semana, um comportamento muito positivo nos campeonatos distritais que disputam. As formações de juvenis, iniciados e infantis venceram os seus jogos e só os juniores impediram que se fizesse o pleno.
Os juniores voltaram, aliás, a somar nova derrota no Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Série C), desta vez diante do Sacavenense (1-4). Ao fim da primeira volta, os comandados do treinador Mota mantêm a última posição da prova, sem qualquer ponto averbado até ao momento, tendo marcado quatro golos e sofrido 47. Na próxima jornada (27 de Novembro), recebem o Marinhense.
Por seu lado, os juvenis alcançaram a sua segunda vitória no Distrital, no terreno do Alcains. O resultado final foi favorável aos jovens da Sertã por 4-2. Com este desfecho, os juvenis subiram para a sétima posição, registando, ao fim de cinco jornadas, duas vitórias e três derrotas, além de 10 golos marcados e 16 sofridos.
Melhor está o conjunto de iniciados que, na quarta jornada, goleou (5-0) a equipa ‘B’ do Desportivo de Castelo Branco, tendo ascendido à terceira posição do campeonato, com menos três pontos que o primeiro classificado, o Valongo. Depois de quatro jogos, o Sertanense verifica nesta categoria uma vitória, dois empates e uma derrota, assim como oito golos marcados e quatro sofridos.
Os infantis alcançaram, no dia de ontem, a sua primeira vitória na prova e logo diante do Benfica e Castelo Branco. O marcador no final do tempo regulamentar indicava 7-4 a favor do Sertanense, que agora ocupa o quinto lugar nesta prova, verificando uma vitória, três derrotas; oito golos marcados e 31 sofridos.
Já a equipa ‘B’ de infantis folgou na ronda deste fim-de-semana. Na classificação, estão actualmente colocados no sexto lugar, com um empate e duas derrotas, sete golos marcados e 11 sofridos.

Seniores fizeram jogo treino

Aproveitando a paragem no Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Centro), a equipa de seniores do Sertanense efectuou um jogo-treino com o Sporting da Covilhã, no complexo desportivo deste adversário. Num desafio apitado por Carlos Xistra, os serranos venceram o conjunto da Zona do Pinhal por 1-0, com o único golo da partida a ser apontado por Bruno Severino, aos 75 minutos.
Segundo a edição online da Rádio Cova da Beira, “os dois técnicos mostraram-se satisfeitos porque tiveram ocasião de dar minutos aos jogadores menos utilizados e tiveram oportunidade de tirar ilações muito positivas para as duas equipas. Por outro lado, foi possível manter em actividade os restantes jogadores, nesta paragem dos respectivos campeonatos”.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

E ao oitavo jogo o Sertanense empatou

O Anadia travou a caminhada vitoriosa do Sertanense, obrigando a equipa sertaginense a ceder o seu primeiro empate no Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Centro). Apesar deste resultado, o Sertanense isolou-se no segundo lugar da prova, com 16 pontos, menos três do que o primeiro, o Tondela.
Uma vez que não assistimos à partida, não poderemos apresentar a habitual crónica, mas segundo o que foi possível apurar o Sertanense efectuou uma excelente exibição, tendo-lhe pertencido as melhores ocasiões de golo. O guarda-redes do Anadia foi um dos grandes responsáveis pelo nulo no resultado, fruto de um punhado de excelentes defesas.
Na próxima jornada (joga-se apenas a 28 de Novembro), o Sertanense recebe o ‘histórico’ Boavista, no Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos. Uma partida que promete, até porque o conjunto do Bessa está a apenas um ponto dos sertaginenses na tabela classificativa.

Ficha de jogo

Estádio Municipal de Anadia
Árbitro: Pedro Ferreira (Braga)
Anadia: Manuel Gama, Nuno Cruz, Ruben Pereira, Branco, Vítor Hugo, Éder (André Gonçalo, 85’), Marito (Diogo André, 80’), Paulo Adriano, Ton, Tiago Borges, Bandeira (Vasco, 75’)
Sertanense: Pedro Fernandes, Hugo Ventosa, Pedro Miguel (Luís Fernando, 85’), Adilson, Gil Barros, Leandro (André Santos, 65’), Idris, Casquinha (Alex, 69’), Dany, Toni e Júlio

domingo, 14 de novembro de 2010

Juniores do Sertanense voltaram a perder

A equipa de juniores do Sertanense voltou a não ser feliz na jornada deste fim-de-semana e averbou mais uma derrota (a décima em dez jogos), desta feita no terreno do Casa Pia.
O líder da classificação do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão de juniores (Série C) não deu hipóteses à equipa da Sertã e venceu por 6-0. Os golos dos casapianos foram apontados por Frederico Rodrigues (13´), Ion (30’), Lamine Ba (54’), Miguel Almeida (64’), Duarte Mota (73’) e Martim Águas (88’).
O Sertanense mantém a última posição da prova e recebe na próxima jornada (a última da primeira volta) a formação do Sacavenense, que ocupa neste momento o quinto lugar, com 17 pontos.

Ficha de jogo

Campo n.º 3 do Estádio Pina Manique

Árbitro: Miguel Jacob (AF Setúbal)
Casa Pia: Paulo Ruben; Frederico Rodrigues, Gerson Cardoso, Duarte Mota e Fábio Pala; Lamine Ba (Diogo Covas aos 67'), Artur Monteiro (Martim Águas aos 61'), Miguel Almeida e Ion; Amadou Bah (Kevin ao intervalo) e Tiago Mendes
Treinador: Casimiro Fragoso
Sertanense: Luís Pedro; Luís Santos, Nelson, Tiago e Marco; Dias, Xavier (Marcelo aos 61'), Gabriel e Patrício (Flávio aos 74'); Fontes (David aos 82') e Luís Martins
Treinador: José Ferreira (Mota)
Golos: Frederico Rodrigues (13'); Ion (30'); Lamine Ba (54'); Miguel Almeida (64'); Duarte Mota (73'); Martim Águas (88')
Disciplina: Amarelo para Gabriel (Sertanense). Vermelho directo para Nelson (Sertanense), aos 23'

Nota: A crónica do jogo encontra-se publicada no website http://www.atleticodigital.com/index.php?option=com_content&view=article&id=1210:jun-casa-pia-6-sertanense-0&catid=81:futebol-formacao

Fotos: Cortesia de Atlético Digital (http://www.atleticodigital.com)

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Caminhada vitoriosa do Sertanense continua

Mais uma jornada, mais uma vitória. O Sertanense derrotou (2-0) o Tourizense, na tarde de ontem, em jogo a contar para a sétima jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Centro). Com este resultado, a formação da Sertã mantém a segunda posição da prova, a apenas um ponto do líder, o Tondela.
O Tourizense não foi presa fácil para os comandados de José Bizarro, que tiveram de suar bastante para triunfar diante da equipa do concelho de Tábua, sem dúvida uma das que melhor futebol pratica neste campeonato.
E foi, aliás, a turma visitante a colocar em sentido o Sertanense, que durante a primeira meia-hora de jogo não conseguiu soltar-se e explanar os seus rápidos contra-atacantes (a ausência de Alex também não ajudou). As primeiras oportunidades de golo pertenceram mesmo ao Tourizense, que desperdiçou duas ocasiões soberanas para se adiantar no marcador.
O Sertanense rectificou as desatenções iniciais e melhorou com o passar do jogo, com Adilson a cabecear ao lado da baliza, numa excelente jogada do contra-ataque sertaginense.
Na segunda parte tudo foi diferente para melhor. José Bizarro mexeu na equipa, fazendo entrar Idris e Danny. O conjunto da Zona do Pinhal subiu mais no terreno e tomou conta da partida.
Não foi por isso de estranhar que à passagem do minuto 72, numa jogada de insistência do ataque sertaginense, Toni, depois de se libertar de um defesa contrário, colocou a bola no fundo das redes à guarda de Ruca.
Um minuto depois, o mesmo Toni serviu da melhor forma Danny, que voltou a marcar para o Sertanense. Estava feito o resultado.
No próximo fim-de-semana, o Sertanense desloca-se ao terreno do Anadia, que ocupa neste momento a oitava posição no campeonato, com nove pontos.

Ficha de jogo

Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos (Sertã)
Árbitro: Rui Rodrigues (Lisboa)
Sertanense: Pedro Fernandes, Hugo Ventosa, Pedro Miguel, Adilson, Gil Barros, André Santos (Idris, 45), Leandro, Fábio Ferreira (Danny, 45’), Casquinha, Toni (Luís Fernando, 90’+1) e Júlio
Tourizense: Ruca, Xavier (Diarra, 77’), Ricardo, Eridson, Nivaldo, Pedro Fontes, Diogo Ribeiro, Name, Sílvio, Dias (João Pedro, 65’) e Tomané
Golos: Toni (72’) e Danny (73’)

Juvenis: Sertanense derrotado pelo Sporting Covilhã

Os juvenis do Sertanense saíram derrotados, este fim-de-semana, do jogo que disputaram com o Sporting da Covilhã. No final da partida, o marcador foi favorável aos leões da Serra (5-2), um resultado que fez com que o Sertanense caísse para a oitava posição do campeonato, onde soma três pontos.
Com a simpática colaboração de um nosso leitor, aqui fica a ficha de jogo da partida realizada ontem de manhã na Covilhã.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Tondela descola do Sertanense na liderança

O Tondela venceu (2-0) o Sertanense, na jornada deste fim-de-semana, e isolou-se no comando da classificação do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Centro).
Visto que não assistimos à partida, trazemos aqui a crónica do desafio publicada pelo jornal Record: “Num jogo aguardado com grande expectativa, o Tondela venceu justamente um Sertanense que se apresentou disposto a bater o pé aos donos da casa, que pretendiam manter-se no 1.º lugar.
Num relvado encharcado, o futebol praticado no primeiro tempo foi mastigado e de fraca qualidade, embora os donos da casa mostrassem mais disposição ofensiva. A sua ânsia de chegar ao golo haveria de ser satisfeita aos 51 minutos, num lance em que Paulo Salgado, guarda-redes visitante, derrubou Piojo, quando este já estava isolado. O mesmo Piojo não falhou o castigo máximo, colocando o Tondela em vantagem.
Os visitantes reagiram e a baliza de Rui Marcos passou por alguns apuros, mas já em período de desconto Aguinaldo, em resposta a um livre apontado por Gomes, colocou em descanso os adeptos tondelenses que vibraram com o golo e a manutenção da liderança”.
No próximo fim-de-semana, o Sertanense recebe o Tourizense, que ocupa actualmente a sétima posição do campeonato, com nove pontos, menos três que a equipa da Sertã.

Ficha de jogo

Estádio João Cardoso (Tondela)
Árbitro: Fábio Veríssimo (Leiria)
Tondela: Rui Marcos, Emiliano Tê, Diego, Jorge Rodrigues, Luís Carvalho, Gomes (Zongo, 80’), Piojo (P. Ferreira, 70’), Márcio Sousa, Vítor Pereira, Tomé e Luís Miguel (Aguinaldo, 60).
Sertanense: Paulo Salgado, Hugo Ventosa, Pedro Miguel, Adilson, António (Idris, 46’), Gil Barros (Pedro Fernandes, 50’), André Santos, Leandro, Toni, Alex (Dani, 64’) e Júlio.
Golos: Piojo (51’) e Aguinaldo (90’+5)
Foto: jornal O Beirão

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Líder continua a morar na Sertã

O técnico José Bizarro foi encontrar no banco de suplentes a solução para levar de vencida o Aliados do Lordelo e manter a liderança (em igualdade pontual com o Tondela) do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Centro). Na tarde de ontem, os sertaginenses venceram (2-1) a formação nortenha.
Os primeiros minutos da partida foram muito jogados a meio-campo, com as duas equipas a encaixarem bem e a tentarem explanar o seu futebol, assente sobretudo no contra-ataque. Oportunidades de golo nem vê-las e apenas alguns esporádicos lances fizeram acordar os espectadores na bancada.
No entanto, todos acordaram quando nos últimos minutos da primeira parte o Sertanense teve três perdidas incríveis, que poderiam ter aberto o marcador - os jogadores do conjunto do Pinhal pareciam não estar com a pontaria afinada.
Na segunda parte, tudo foi diferente. O Sertanense pressionou mais e as entradas de André Santos e do 'estreante' Danny mexeram com o jogo. Aliás, foi este mesmo Danny, que cinco minutos depois de entrar em campo, marcou o primeiro golo do desafio, numa excelente jogada da linha média sertaginense, que colocou a bola nos pés do cabo-verdiano que, perante a saída do guardião César, lhe fez um chapéu e colocou o esférico no fundo das redes.
O jogo estava animado, mas a vantagem não durou muito, isto porque, aos 72 minutos, Rateira (também recém-entrado) fez a igualdade para o Aliados do Lordelo, através de um livre muito bem executado.
Mas a equipa da casa não baixou os braços e José Bizarro fez saltar do banco Luís Fernando, que cinco minutos depois de entrar, colocou a bola na baliza da formação nortenha, depois de uma jogada algo confusa e de uma bola que atravessou quase toda a grande área sem que ninguém lhe tivesse chegado - e já com toda a defesa do Aliados batida.
Na próxima jornada, os dois líderes defrontam-se: o Sertanense desloca-se a Tondela no próximo domingo, sendo de esperar uma grande partida de futebol.

Ficha de jogo

Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos (Sertã)
Árbitro: José Laranjeira (Coimbra)
Sertanense: Paulo Salgado, Hugo Ventosa, Adilson, António, Gil Barros, Idris, Leandro (André Santos, 60'), Casquinha (Danny, 60'), Alex, Toni e Júlio (Luís Fernando, 82')
Aliados Lordelo: César, Vagner, Cristelo, Bezu, Edu, Pedrinho (Rateira, 62'), Vitinha, Poeira, Diogo Torres, Rui Gomes e Pepe
Golos: Danny (65') e Luís Fernando (87'); Rateira (72')

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

As imagens do Sertanense-Olhanense

Aqui fica um 'cheirinho' da reportagem televisiva do jogo que opôs ontem o Sertanense ao Olhanense e que terminou com a vitória dos algarvios, no desempate por grandes penalidades.
video

Sertanense 'de primeira' merecia a vitória

O treinador José Bizarro havia dito antes do jogo que o Sertanense tinha 30 por cento de hipóteses de vencer o Olhanense, mas depois daquilo que se passou ontem no Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos ficámos com a impressão de que a vitória só não chegou por manifesto azar e porque o árbitro não viu um penálti claríssimo sobre Hugo Ventosa.
Uma rápida olhadela pelos jornais desportivos de hoje e o que mais salta à vista, na análise ao jogo que colocou frente-a-frente Sertanense e Olhanense, é a injustiça do resultado final. Por exemplo, o jornal Record escreve: “Durante os 120 minutos, os homens da Serra domaram os leões algarvios, faltou-lhes apenas experiência na hora decisiva”. Já o site desportivo Mais Futebol sentencia: “Imperou a lógica, onde ela não devia ter existido. O Olhanense segue em frente na Taça de Portugal, debaixo de uma arbitragem polémica e perante um Sertanense nobre, trabalhador e que teve no prolongamento a passagem da eliminatória. A lógica de o maior vencer imperou, mas as diferenças entre as duas formações foram mínimas – os algarvios estiveram perto de atingir o nível dos da casa”.
E houve mesmo momentos no jogo de ontem em que não se percebeu quem estava na 1.ª Liga e quem jogava na 2.ª Divisão, tal como referiu José Bizarro no final do desafio: “A frustração é enorme depois do que fizemos nos 120 minutos. A nossa 1.ª parte foi simplesmente fantástica, apetecia perguntar qual das equipas era da 1.ª Liga?”.
Sobre a crónica do jogo, voltamos ao jornal Record: “Num terreno em muito mau estado, o jogo começou com os de Olhão no ataque, com Maurício a ver um cabeceamento seu a bater no braço de um adversário. Mas, logo depois, o Sertanense perdeu a vergonha e começou a atacar.
Habituado ao terreno, a equipa de José Bizarro tentou jogar nas desmarcações rápidas do trio da frente. Quando o conseguiu, os remates apareceram, não levaram foi a melhor direcção e Ricardo Baptista raramente se assustou. No entanto, Júlio, preso entre as duas torres da defesa, e os alas Tony e Alex nunca deixaram de incomodar o quarteto defensivo do 3.º classificado da 1.ª Liga.
Daúto Faquirá mudou o esquema para a 2.ª parte (…) e o Olhanense passou a controlar o jogo. Ainda assim, raramente o perigo chegou à baliza de Paulo Salgado. (…) Aos 82 minutos, Ventosa ganhou espaço na área e foi abalroado por Jardel. Pareceu penálti mas o árbitro mandou seguir.
No prolongamento, apesar da pressão, tímida, do Olhanense, o Sertanense podia ter resolvido aos 111’, mas Júlio, completamente isolado, rematou muito torto”.
Nas grandes penalidades, o Olhanense converteu quatro (Djalmir, Cadu, João Gonçalves e Lulinha) e o Sertanense apenas uma (Tony).

Ficha de jogo

Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos (Sertã)
Árbitro: Vasco Santos (Porto), auxiliado por João Santos e Alexandre Freitas
Sertanense: Paulo Salgado, Ventosa, Adilson, António, Gil Barros, Idris, Leandro, Leo Oliveira (Casquinha, 46) (André Santos, 117), Tony, Júlio e Alex (Fábio Ferreira, 108).
Treinador: José Bizarro
Olhanense: Ricardo Batista, João Gonçalves, Maurício, Jardel, Carlos Fernandes, Cadu, Vinicius, Rui Duarte (Jorge Gonçalves, 61), Lulinha, Yontcha (Matias 91) e Toy (Djalmir 69).
Treinador: Daúto Faquirá

Disciplina: cartões amarelos para Maurício (17’), Paulo Salgado (38’), João Gonçalves (45’), Gil Barros (81’) e Jorge Gonçalves (105’). O treinador José Bizarro foi expulso do banco aos 90’+2.

Fotos: Paulo Novais (Agência Lusa)

domingo, 17 de outubro de 2010

Matiota deixou-nos…

João Matiota deixou-nos aos 78 anos de vida. O seu nome ficará para sempre ligado à história do Sertanense Futebol Clube e a sua memória permanecerá viva entre todos aqueles que com ele privaram.
Mais do que um símbolo, Matiota tornou-se num dos nomes incontornáveis do futebol sertaginense, primeiro ao serviço do Viação de Cernache e depois do Sertanense. Nestes dois emblemas espalhou o perfume do seu futebol e ensinou tudo o que sabia a diferentes gerações de futebolistas.
No momento em que o vemos partir, torna-se premente recordar a carreira deste jogador/treinador/homem, que nos conquistava com o seu sorriso simples ou com a sua voz inconfundível.
Transcrevemos o texto publicado neste mesmo blogue no dia 6 de Agosto de 2009, onde se recordava a sua carreira: “É um daqueles jogadores que espalhou magia pelos campos de futebol do país e que, finalizada a sua carreira, continuou ao serviço deste desporto como treinador de várias gerações de jogadores. João Matiota foi isto e muito mais e ainda hoje, apesar da doença que o tem consumido, a sua simpatia e dedicação continuam a ser estimadas.

A sua carreira futebolística no nosso país iniciou-se no União de Coimbra. O seu futebol deu logo nas vistas, apesar de na altura também se notabilizar nas provas de natação. Rumou em seguida ao Marco, equipa que trocaria dois anos mais tarde pelo Salgueiros.
No final da década de 1950, o Viação de Sernache (hoje Vitória de Sernache) passou a contar com Matiota. Os anos seguintes foram de confirmação para o jogador, que ajudou este clube durante o período mais áureo da sua história (brilharetes no Distrital de Castelo Branco e na 3.ª Divisão nacional e consequente subida à 2.ª Divisão nacional).
Em 1962, o Viação de Sernache abandonou o futebol e Matiota ficou sem clube. Depois de alguns jogos ao serviço de equipas vizinhas, o jogador ressurgiu já no final desta década ao serviço dos Bombeiros Voluntários da Sertã (BVS), numa equipa onde se destacavam também Ângelo Horta, António da Silva, Aníbal Pires ou Saúl (estes dois últimos foram seus companheiros no Viação de Sernache).
No dealbar da década de 1970, o presidente do Sertanense, José da Cunha e Santos, apostou forte na entrada do clube nas competições oficiais de futebol. Matiota, Amâncio e Aníbal Pires foram, em conjunto com aquele responsável directivo, os grandes obreiros da constituição da equipa, que aproveitava muitos dos jogadores da antiga equipa do BVS.
Matiota acumulava as funções de jogador com as de treinador. Nas contas finais da época de 1970/71, o Sertanense ficou na última posição da prova, somando apenas três pontos (uma vitória e um empate). Matiota participou em todos os oito jogos da equipa, tendo apontado um golo frente à formação do Minas da Panasqueira.
Na época seguinte, ‘arrumou as botas’ e dedicou-se exclusivamente à carreira de treinador. Orientou o Sertanense nas épocas de 1971/72, 1972/73, 1975/76 (na primeira metade da época), 1977/78 (até às últimas jornadas do campeonato), 1981/82, 1982/83, 1983/84, 1984/85 (na parte final da temporada) e 1985/86.Foi também um dos responsáveis pela introdução do futebol jovem no clube (em 1974, orientou a primeira equipa de juniores) e do futebol feminino (treinou a formação organizada em 1975). Depois disso, treinou diversas equipas de jovens do Sertanense ao longo dos anos.
Já em 2009, foi homenageado durante as comemorações dos 75 anos do Sertanense Futebol Clube”.
Adeus Matiota!

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Bilhetes para o Sertanense-Olhanense à venda hoje

Os bilhetes para o jogo da Taça de Portugal entre o Sertanense e o Olhanense, no próximo domingo (15h), estão à venda a partir das 18 horas de hoje, no Mini Parque Desportivo do Sertanense.
Os ingressos para esta partida custam 6 euros para os sócios com cotas pagas, 10 euros para a geral, 14 euros para a central e 4 euros para portadores de cartão jovem.
A venda de bilhetes continua amanhã entre as 10 e às 12h e a partir das 17 horas e no Domingo a partir das 10 horas.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Liderança do campeonato nas mãos do Sertanense

E à quarta jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Centro), o Sertanense assumiu o comando da prova, somando nove pontos. No jogo deste fim-de-semana a formação sertaginense derrotou em Espinho o Sporting local, com um golo apontado pelo defesa Pedro Miguel.
Depois de um início de jogo bastante morno e sem grandes oportunidades de perigo para as duas equipas, o Sertanense começou a subir no terreno e a procurar algo mais do que o empate. Numa dessas situações, Pedro Miguel subiu à área e concluiu da melhor forma um pontapé de canto apontado por Leo Oliveira, fazendo o único golo da partida – o relógio marcava 38 minutos de jogo.
Na segunda parte, o Sporting de Espinho dominou o desafio, tentando chegar ao empate. Contudo, foram poucas as vezes em que o guardião Paulo Salgado foi incomodado e sempre sem grande perigo.
No próximo fim-de-semana, o Sertanense recebe o primodivisionário Olhanense (domingo, às 15 horas), em encontro a contar para a terceira eliminatória da Taça de Portugal. O Campeonato Nacional da 2.ª Divisão só regressa no dia 24 de Outubro, com o Sertanense a defrontar o Aliados do Lordelo.

Ficha de jogo

Estádio Comendador Manuel Violas (Espinho)
Árbitro: João Lamares (Vila Real)
Sp. Espinho: Pedro Miguel, Bessa, Filipe Melo, Correia, Ricardo Correia, Pedro Godinho, Fabinho, Ivan (Barbosa, 72’), Carlos Manuel (Hélder Santos, 82’), Horácio e Clayton (Carlitos, 59’)
Sertanense: Paulo Salgado, Hugo Ventosa, Adilson, Pedro Miguel, Gil Barros, Leo Oliveira (António, 77’), Vasquinha, Idris (Alex, 82’), Fábio Ferreira (André Santos, 45’), Toni e Júlio
Golo: Pedro Miguel (38’)

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Sertanense em boa forma na 2.ª Divisão

O Sertanense voltou a vencer no Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Centro). Este fim-de-semana, a formação sertaginense venceu, com um golo de Toni, o Cesarense e está neste momento no segundo lugar da classificação, com seis pontos.
Visto que não assistimos à partida, aqui fica a crónica de jogo publicada pelo jornal «A Bola»: "Primeira parte fraca, devido às más condições do relvado [a forte chuva também não deve ter ajudado]. Na segunda parte, a equipa da casa melhorou, foi premiada com o golo, mas depois voltou a cair. O resultado estava feito".
No próximo fim-de-semana, o Sertanense desloca-se ao terreno do Sporting de Espinho, que ocupa actualmente a 15.ª posição da tabela classificativa.
Ficha de jogo
Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos (Sertã)
Árbitro: Ricardo Lourenço (Portalegre)
Sertanense: Paulo Salgado, Hugo Ventosa, Pedro Miguel, Adilson, Gil Barros, Leandro, Idris, Leo Oliveira (Casquinha, 83'), Fábio Ferreira (Alex, int.), Toni (André Santos, 90+1') e Júlio.
Cesarense: Marco, Américo, Bruno Sousa, Ruizinho, Diogo, Hugo, André (Mauro, 57'), Joca, Toninho (Ricardinho, 73'), Hélder e Eduardo (Letz, 57').
Golo: Toni (47')

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Taça de Portugal traz Olhanense à Sertã

O Olhanense será o adversário do Sertanense na terceira eliminatória da Taça de Portugal, que se joga no fim-de-semana de 16 e 17 de Outubro. O jogo com a equipa da 1.ª Liga terá lugar no Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos.
Depois de, nas últimas três edições da Taça de Portugal, ter encontrado sempre pela frente o F.C. Porto, o Sertanense volta medir forças com uma equipa do principal escalão futebolístico português, os algarvios do Olhanense.
Paulo Farinha referiu, em entrevista à Rádio Condestável, que “é muito gratificante” receber o emblema algarvio, uma vez que “o Olhanense está a fazer um excelente campeonato na primeira liga, o que só vai dignificar o espectáculo”. O presidente do Sertanense espera que “sócios e simpatizantes compareçam no Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos para ajudarem a fazer a festa da Taça”.
Quanto às expectativas para este desafio, Paulo Farinha acredita na vitória, visto que “ainda não é desta que saímos [da Taça] porque quero encontrar novamente o Porto”, brincou o presidente. Treinado por Daúto Faquirá, o Olhanense compete pelo segundo ano consecutivo na 1.ª Liga (onde já esteve por 15 vezes), ocupando neste momento o quinto lugar da classificação, com os mesmos pontos que o Benfica (nove). O seu plantel tem algumas caras conhecidas do futebol português, designadamente o guarda-redes Moretto (o seu irmão esteve duas épocas no Sertanense), os defesas Mexer (emprestado pelo Sporting), Carlos Fernandes e Paulo Renato, os médios Fernando Alexandre, Jorge Gonçalves e Nuno Piloto, e os avançados Djalmir e Yontcha.

Pampilhosa derrota Sertanense

O Sertanense experimentou ontem, pela primeira vez esta época, o sabor amargo da derrota. A formação sertaginense perdeu por 1-0 na deslocação ao terreno do Pampilhosa.
Segundo as crónicas do jogo, nomeadamente a da Rádio Condestável, o Sertanense não merecia ter saído derrotado desta partida, uma vez que boa parte do desafio foi dominada pelos ‘homens do Pinhal’. Contudo, o domínio exercido não foi materializado em golos.
Com este resultado, o Sertanense caiu para o quarto lugar da tabela classificativa, no Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Centro), recebendo na próxima jornada o conjunto do Cesarense, que ocupa actualmente a segunda posição.

Ficha de jogo

Campo Germano Godinho
Árbitro: Albano Correia (Braga)
Pampilhosa: Eduardo, Sarmento (Leitão, 73’), Fernando, Rui Daniel, Galvão, Carlos Miguel, Bebé (Litos, 63’), André Sousa, Luisinho, Pedro Costa e Roberto (Telmo, 85’)
Sertanense: Paulo Salgado, Hugo Ventosa, Adilson, Pedro Miguel (Casquinha, 61’), Gil Barros, Idris, Leandro (André Santos, 61’), Leo Oliveira, Toni, Alex (Fábio Ferreira, 80’) e Júlio
Golo: Luisinho (36’)

Nova derrota para os juniores do Sertanense

Os juniores do Sertanense voltaram a não ser felizes na jornada deste fim-de-semana do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão. Na deslocação ao terreno do Alverca, os jovens sertaginenses foram goleados por 5-1.
O Alverca começou o jogo a ganhar, com um golo apontado, logo no primeiro minuto de jogo, por Rafael Silva. Até ao intervalo, a formação da casa marcou mais dois golos, por intermédio de André Gonçalves e Tiago Pato.
Na segunda parte, Rato concretizou mais dois golos, elevando o resultado para 5-0. Já perto do fim, Patrício reduziu para o Sertanense.
Este resultado manteve a equipa da Sertã no último lugar, ainda sem qualquer ponto. Na próxima jornada (2 de Outubro), o Loures visita o Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos para mais uma jornada deste campeonato.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Equipas do passado: Sertanense em 1977/78

As boas indicações deixadas no último campeonato criaram alguma expectativa entre os sócios e adeptos do Sertanense para a nova época. A esperança de uma classificação nos quatro primeiros estava nas cogitações de todos.
A tarefa que esperava os homens da Sertã não era fácil, sobretudo devido ao grande número de equipas inscritas – o campeonato deste ano foi disputado por 17 equipas, o que obrigou todas as formações a fazer 34 jogos, algo inédito na prova.
A grande maioria dos jogadores manteve o vínculo à equipa e o antigo jogador Amâncio assegurava o comando técnico do Sertanense.
O União Idanhense foi o primeiro adversário da temporada. O jogo no Campo da Abegoaria não correu de feição à equipa visitada, que não conseguiu melhor do que um empate (1-1).
Depois de uma jornada de folga, a primeira vitória chegou diante do Peso (2-0). A deslocação ao terreno do Unhais da Serra não foi feliz (derrota por 2-0) e a partida seguinte serviu para amenizar os estragos (empate a zero diante do Cariense).
A goleada no Barco (5-1) e o empate (2-2) seguinte em casa frente ao Cebolense atiraram a equipa para o penúltimo lugar da classificação, de onde acabaria por sair após a vitória com o Águias do Dominguiso.

O regressado Matiota já estava no comando técnico da equipa, aquando da derrota em casa com o Vitória de Sernache, o que criaria alguma celeuma no interior do grupo, que rapidamente desapareceu na jornada seguinte, devido à vitória (3-1) no terreno do Paul.
Até ao final da primeira volta, o Sertanense não logrou vencer mais nenhum jogo (dois empates e três derrotas), um cenário que se repetiria até à 28.ª jornada, quando o conjunto da Sertã triunfou em Cernache do Bonjardim, diante da turma local.
Já com Edmundo Silva no lugar de treinador – em substituição de Matiota – a equipa arrancou para um final de campeonato muito positivo, alcançando três vitórias e dois empates em seis jogos.
Neste período, o futebol da equipa melhorou bastante, conforme revelam alguns jornais do distrito. Isso mesmo ficou comprovado no embate da penúltima jornada frente ao primeiro classificado e que acabaria por se sagrar campeão distrital, o Alcains. Num jogo muito emocionante e onde o equilíbrio foi a nota dominante, o Sertanense realizou a melhor exibição da época e levou a melhor sobre o seu opositor, vencendo por 3-2. Apesar deste bom desempenho no final da prova, o Sertanense não foi além de um 13.º lugar na classificação final, arrecadando 25 pontos.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Taça de Portugal continua a ser prova talismã para o Sertanense

A caminhada vitoriosa do Sertanense na Taça de Portugal (época 2010/2011) continuou ontem, depois da eliminação da formação do Serzedelo, em jogo a contar para a segunda eliminatória da prova. Todavia, a equipa da Sertã complicou em demasia um jogo que estava praticamente ganho, levando a decisão da partida para as grandes penalidades.
O equilíbrio dos minutos iniciais prometia um bom jogo no Campo Dr. Marques dos Santos e foi isso mesmo que sucedeu, pelo menos na primeira parte. Perante um Serzedelo bem organizado e a trocar bem a bola, o Sertanense teve de puxar dos galões e assumir as despesas da partida.
As melhores oportunidades pertenceram ao Sertanense, mas o Serzedelo, em rápidos contra-ataques, também colocou à prova a atenção do guarda-redes Paulo Salgado. Foi contudo já perto do intervalo que Alex, numa grande jogada pela esquerda, deixa para trás os defesas contrários e coloca a bola nos pés de Júlio que, na pequena área, só teve de empurrar para o fundo das redes de Miguel. Estava feito o 1-0 para o Sertanense.
Na segunda parte, os ‘homens’ de José Bizarro voltaram a entrar melhor e desperdiçaram algumas oportunidades para ampliar a vantagem. O Serzedelo também não se deu por vencido e sempre que podia tentava a sua sorte.
Foi aliás numa dessas investidas pela área sertaginense (numa jogada que contou com uma grande intervenção de Paulo Salgado) que o Sertanense, aproveitando o adiantamento dos jogadores do Serzedelo, lançou um rápido contra-ataque, por intermédio de Júlio, que avançou vários metros no terreno e ofereceu o golo a Toni.

Quando todos achavam que o resultado estava feito (faltavam apenas 15 minutos para o apito final do árbitro), o Sertanense entrou numa fase de estranha letargia e permitiu que o Serzedelo se acercasse perigosamente da sua área. O resultado: dois erros defensivos deram dois golos ao Serzedelo (apontados por David, aos 84 minutos, e por Bruno Sousa, aos 95 minutos).
O empate foi um verdadeiro balde de água fria nas hostes sertaginenses, que temeram o pior no prolongamento. Mas o que se passou nesse período foi o seguinte: um Sertanense a procurar o golo da vitória e o Serzedelo a tentar levar a decisão da eliminatória para as grandes penalidades.
E foi nos penaltis que o desafio se resolveu. O guardião Paulo Salgado votou a estar em destaque, ao defender uma grande penalidade, já depois de na ocasião anterior ter visto um elemento do Serzedelo rematar à barra. No final, quatro grandes penalidades convertidas pelo Sertanense e apenas duas pelo conjunto visitante.
Nesta partida, a formação da Sertã alinhou com: Paulo Salgado, Hugo Ventosa, Pedro Miguel, Adilson, André Santos, Leo Oliveira, Idris, Leandro, Alex, Toni e Júlio. Jogaram ainda Casquinha, Fábio Ferreira e Marco Farinha.
A terceira eliminatória da Taça de Portugal joga-se no dia 17 de Outubro. O sorteio ainda não tem data marcada.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Sertanense vence Esmoriz na jornada inaugural

A época não poderia ter começado melhor para os seniores do Sertanense. Depois da vitória na primeira eliminatória da Taça de Portugal, diante do Machico, o conjunto da Sertã ganhou (2-0) ao Esmoriz na jornada inaugural do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Centro).
A partida não se adivinhava fácil, sobretudo pelas dificuldades que a equipa do Esmoriz costuma colocar aos seus adversários. No entanto, o Sertanense deu bem a volta à situação e nem o facto de ter jogado toda a segunda parte com menos um elemento (devido à expulsão do defesa Gil Barros) impediu o triunfo.
O primeiro golo foi apontado à passagem do minuto 61, por intermédio de Adilson, que concluiu bem uma jogada da formação sertaginense. Já o segundo golo foi marcado pelo avançado Toni aos 80 minutos.
No próximo fim-de-semana, o Sertanense joga a 2.ª eliminatória da Taça de Portugal, recebendo em casa o Serzedelo. Quanto à 2.ª Divisão, regressa no dia 26 de Setembro, altura em que os comandados de José Bizarro deslocam-se ao terreno do Pampilhosa.

Ficha de jogo

Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos (Sertã)
Árbitro: Renato Gonçalves (Guarda)
Sertanense: Paulo Salgado, Hugo Ventosa, Pedro Miguel, Adilson, Gil Barros, Leandro, Casquinha (Alex, 65’), Marco Farinha (André Santos, 45’), Leo Oliveira, Toni e Júlio (António 89’)
Esmoriz: Rui Sacramento, Álvaro (Vieira, 76’), Adelino, Paulo Jorge, Gonçalo, Narciso, Alcino, Henrique, Batista, Fábio 8Pedro Branco, 85’) e Abelha (Manel, 55’)
Golos: Adilson (61’) e Toni (80’)

Juniores do Sertanense perdem na estreia da 2.ª Divisão

A equipa de juniores do Sertanense não foi feliz na sua estreia no Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Série C). Na primeira jornada, realizada este fim-de-semana, a formação da Sertã foi derrotada (3-0) pelo Marinhense.
No próximo sábado, o Sertanense recebe em casa o Torreense, que venceu (1-0) o União de Tomar, na primeira jornada.

Serzedelo é adversário na Taça de Portugal

O Grupo Desportivo de Serzedelo, que milita na 3.ª Divisão (Série B), será o adversário do Sertanense na 2.ª eliminatória da Taça de Portugal. O jogo disputa-se no próximo domingo, dia 19 de Setembro, no Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos, na Sertã.
A equipa do concelho de Guimarães, que eliminou na primeira eliminatória o Famalicão, não terá tarefa fácil frente aos comandados de José Bizarro, que tudo farão para repetir as boas campanhas na Taça, alcançadas durante as últimas épocas.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Sertanense segue em frente na Taça de Portugal

O Sertanense não sentiu grandes dificuldades para eliminar o Machico, na primeira eliminatória da Taça de Portugal, triunfando com dois golos sem resposta. A próxima eliminatória terá lugar já no próximo dia 19 de Setembro, sendo que o sorteio está agendado para esta quinta-feira.
Confirmando aquilo que a começa a ser uma tradição nesta competição, o Sertanense voltou a fazer boa figura na Taça de Portugal, garantindo, diante do Machico, a passagem à eliminatória seguinte. O jogo não foi de grande qualidade, tendo contribuído para isso o muito calor que se fazia sentir à hora da partida (15h) e o facto de estarmos no início de época, com os jogadores ainda a tentarem assimilar os processos de jogo.
O desafio começou logo como primeiro golo do Sertanense, apontado por Júlio - um dos reforços para esta época -, que aproveitou bem uma desatenção da defesa contrária e concluiu da melhor forma uma jogada do ataque sertaginense.
Até ao final da primeira parte, o encontro foi controlado pela formação da Sertã que não permitiu qualquer tipo de veleidades à turma do Machico, que só a espaços conseguiu aproximar-se da área do guarda-redes Paulo Salgado.
Na segunda parte, a toada morna do jogo continuou, com o Sertanense a desperdiçar algumas boas oportunidades de golo (inclusivamente um penalty - Leandro permitiu a defesa do guardião madeirense).
O segundo golo chegaria já perto do fim, depois de uma excelente jogada da formação da Zona do Pinhal, com Alex a servir da esquerda Marco Farinha, que finalizou em grande estilo, fazendo o resultado final.
A equipa da Sertã alinhou neste jogo com os seguintes jogadores: Paulo Salgado, Hugo Ventosa, Pedro Miguel, Adilson, Gil Barros, Idris, Leandro, Toni, Marco Farinha, Leo Oliveira e Júlio. Jogaram ainda Casquinha, Alex e António.
No próximo fim-de-semana, tem início o Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Centro), com o Sertanense a receber a formção do Esmoriz.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Sertanense perdeu com a selecção da Índia

O jogo tinha todos os ingredientes para a entrar para a história do clube e assim sucedeu; o único senão foi o resultado final. Trocando por miúdos, o Sertanense defrontou, no passado dia 24 de Agosto, a selecção da Índia, num jogo-treino efectuado em Almeirim. Esta foi a primeira vez que a formação sertaginense defrontou uma selecção nacional, tendo a partida terminado com uma derrota por 3-2.
A efectuar uma digressão em Portugal, tendo em vista a preparação para a Asia Cup, a selecção da Índia começou o jogo da melhor maneira e aos 23 minutos já vencia por 2-0. O Sertanense reduziu à passagem da meia-hora e no início da segunda parte chegou mesmo ao empate. Contudo, a selecção indiana alcançou o golo da vitória, quando o relógio marcava o minuto 78.
No final do desafio, o treinador do Sertanense, José Bizarro, em declarações à Rádio Condestável, afirmou: “Já estava à espera de um dia como hoje, porque infelizmente os jogadores que ganham 3 ou 4 jogos e pensam que já está tudo feito e não está”. “Esta foi a prova disso”, acrescentou o técnico, que lamentou a “intranquilidade” da equipa.
Fotos: cortesia do blogue http://spunp.blogspot.com

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Juniores do Sertanense disputam 2.ª Divisão Nacional

O sorteio do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão de Juniores, que conta com a presença do Sertanense na Série C, realizou-se esta semana, na sede da Federação Portuguesa de Futebol, em Lisboa. Na primeira jornada, que tem lugar a 11 de Setembro, a equipa da Sertã desloca-se ao terreno do Marinhense.
A competição não se advinha fácil para a formação treinada por Mota, que terá pela frente vários clubes da Grande Lisboa. Ainda assim, os responsáveis do Sertanense acreditam numa boa época dos jovens sertaginenses.

Depois de defrontar na jornada inaugural o Marinhense, o conjunto da Sertã terá pela frente os seguintes clubes: Torreense (casa), Alverca (fora), Loures (casa), Académica de Santarém (fora), Odivelas (casa), Benfica de Castelo Branco (fora), CAC Pontinha (casa), União de Tomar (fora), Casa Pia (fora) e Sacavenense (casa). Na segunda volta, repetem-se os jogos, mas com a condição visitante/visitado a ser alterada.

sábado, 14 de agosto de 2010

Machico é o adversário na Taça de Portugal

A Associação Desportiva de Machico será o adversário que o Sertanense terá pela frente na primeira eliminatória da Taça de Portugal, que se disputa no próximo dia 5 de Setembro. O jogo com a equipa madeirense tem lugar no Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos, na Sertã.
Fundado a 14 de Abril de 1969, em resultado da fusão entre o Sporting e o Belenenses de Machico, a AD Machico regista vários títulos regionais, militando actualmente na 3.ª Divisão, mais precisamente na Série Madeira.
A formação insular efectuou um campeonato regular na época passada nesta mesma série, tendo terminado a prova no nono lugar, a que se seguiu uma terceira posição na fase-final (Permanência).

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Eleitos os corpos gerentes do Sertanense

Depois de algumas indefinições, o Sertanense já tem órgãos sociais para o período 2010/2011. Paulo Farinha mantém-se à frente dos destinos do clube, juntando à sua volta mais 22 elementos.
Os novos corpos gerentes do Sertanense são:
Assembleia-geral
Presidente - Rui Vaz
1.º secretário - Manuel Ferrão
2.º secretário - Adelino Ferreira
Direcção
Presidente - Paulo Farinha
Vice-presidente - Vítor Dias, João Crisóstomo e Ezequiel Oliveira
Tesoureiro - Marílio Matias da Silva
Secretário - Pedro Cardoso
Vogais - Jorge Mendes, Rui Martins, Jorge Pires, Ricardo Alexandre, José Matias, Ricardo Gonçalves, José Monteiro, Luís Farinha, Jorge Lourenço, Carlos Casimiro, Pedro Martins, Tiago Pedro, Mónica Fernandes, João Serra d'Assunção, Ana Lourenço, Vítor Costa, Vítor Manuel Farinha e Alexandre Gaspar
Conselho Fiscal
Presidente - Luís Ribeiro
Secretário - António Simões
Relator - Jorge Coelho Silva

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Calendário da 2.ª Divisão já é conhecido

O Sertanense F.C. já conhece o seu calendário para a próxima época da 2.ª Divisão Nacional (Zona Centro). O sorteio realizou-se ontem, na sede da FPF, e a equipa da Sertã ficou a saber que, na primeira jornada, irá receber, no Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos, a formação do Esmoriz.
A competição, que arranca a 12 de Setembro, tem como principal novidade a inclusão de várias equipas da região Norte do país - nomedamente Boavista, Gondomar e Sporting Espinho - devido aos ajustamentos efectuados nos quadros competitivos.
Assim, e depois de defrontar na jornada inaugural o Esmoriz, o Sertanense joga com as seguintes equipas: Pampilhosa (fora); Cesarense (casa); Sporting Espinho (fora); Aliados Lordelo (casa); Tondela (fora); Tourizense (casa); Anadia (fora); Boavista (casa); Sporting Pombal (fora); União da Serra (fora); Coimbrões (casa); Gondomar (fora); Padroense (casa); Eléctrico Ponte de Sor (fora). Na segunda volta, repete-se a mesma ordem de jogos, mudando apenas a condição visitante/visitado.

sábado, 7 de agosto de 2010

Preparação da nova época em marcha

A equipa de séniores do Sertanense Futebol Clube, que vai participar novamente no Campeonato Nacional da 2.ª Divisão, já iniciou os treinos tendo em vista a nova época. O objectivo dos responsáveis é a manutenção e, quem sabe, melhorar o 9.º lugar da temporada transacta.
Para já, o treinador José Bizarro parte com "pensamento positivo" para a prova, que se inicia no próximo dia 12 de Setembro. Em declarações ao jornal Reconquista, o técnico diz que "é uma vantagem conhecer já o clube e a quase totalidade dos jogadores. Agora é preciso que todos puxem para o mesmo lado".
Os reforços do plantel sertaginense são, para já, oito: o guarda-redes Pedro Fernandes (ex-Desp. Aves), os defesas António (ex-Praiense) e Adilson (ex-União Madeira), os médios André Santos (ex-Monsanto) e Cepeda (ex-União Serra), e os avançados Toni (ex-Penamacor), Alex (vindo de Cabo Verde) e Júlio (ex-Infesta).
Quanto aos jogadores que transitam da época passada, são eles os guarda-redes Paulo Salgado e Luís (ex-júnior), os defesas Hugo Ventosa, Pedro Miguel e David (ex-júnior), os médios Idris, Leandro, Casquinha e André, e os avançados Marco Farinha e Nélson (ex-júnior). Continua por confirmar a permanência dos futebolistas Anderson, Zâmbia e Jefferson.
O primeiro jogo de preparação do Sertanense realiza-se no dia 7 de Agosto, em Viseu, diante do Académico local, repetindo-se este desafio no dia 11, mas na Sertã. No dia 14 de Agosto, tem lugar um torneio quadrangular na vila sertaginense, onde além da equipa da casa tomarão parte o Benfica C. Branco, o Águias Moradal e o Sourense. O jogo de apresentação aos sócios está marcado para o dia 21 de Agosto e o adversário é a formação do Atlético de Reguengos de Monsaraz. Já no dia 25, o Sertanense desloca-se a Castelo Branco para defrontar o Benfica local.
Foto: jornal Reconquista

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Juniores do Sertanense em destaque


A equipa de juniores do Sertanense Futebol Clube foi um dos grandes destaques dos campeonatos mais jovens do distrito de Castelo Branco: bateu toda a concorrência e conquistou o primeiro título da categoria para o emblema da Sertã. Aqui fica um pequeno resumo da época.
Logo na primeira fase do Campeonato Distrital de Juniores se percebeu que a formação sertaginense não estava ali para brincadeiras. Nos primeiros 10 jogos, o Sertanense venceu nove e marcou 41 golos. O resultado mais desnivelado foi uma incrível goleada por 9-0 no terreno do rival Vitória de Sernache.
Até ao final desta primeira fase, só vitórias, sendo que uma delas teve um gostinho muito especial, sobretudo por ter sido alcançada em casa do segundo classificado – e mais directo adversário –, a A.D. Estação.
Treze vitórias e uma derrota, mais 58 golos marcados e 12 sofridos, foi o pecúlio final dos jovens treinados por Mota no término da fase inicial.
À partida para a fase derradeira da prova, o Sertanense tinha uma vantagem de quatro pontos sobre o segundo classificado. No entanto, esta vantagem foi reduzida para um ponto logo na jornada inaugural – uma derrota diante da A.D. Estação fez perigar a posição de líder do conjunto da Zona do Pinhal.
Todavia, os jovens sertaginenses rectificaram nas jornadas seguintes, obtendo cinco vitórias consecutivas e garantindo o tão desejado título. No final desta fase derradeira, a formação da Sertã registou seis vitórias e duas derrotas, tendo apontado 18 golos e sofrido 9.
Os jogadores que integraram esta equipa histórica foram: Luís Pedro, China, Diogo Alves, Filipe Fernandes, David Ferreira, Daniel Dias, Gabriel Santos, André Cecim, Nelson Morais, João Luís, José Tavares, Fontes, Xavier, Luís Martins, Cristóvão, Patrício Farinha e Tiago Marçal.
Na próxima época (2010/2011), os juniores do Sertanense irão integrar o Campeonato Nacional da 2.ª Divisão desta categoria, jogando tudo leva a crer na Série C, com algumas equipas de nomeada, casos do Torreense, União Coimbra, Académica de Santarém, Benfica de Castelo Branco e Loures.

sábado, 17 de julho de 2010

Sertanense regressa aos trabalhos a 1 de Agosto

O regresso aos trabalhos do plantel sénior do Sertanense Futebol Clube (SFC) está marcado para próximo dia 1 de Agosto. Inicialmente previsto para 25 de Julho, o arranque dos trabalhos foi atrasado por uma semana devido ao impasse directivo que se vive actualmente na colectividade – na última assembleia geral voltou a não surgir qualquer lista.
José Bizarro continuará à frente do comando técnico do Sertanense e, segundo a imprensa do distrito, o clube assegurou, para já, as permanências de Paulo Salgado, Pedro Miguel, Hugo Ventosa, Leandro, Idris, Casquinha, Zâmbia, Jefferson e André, sendo o júnior Nelson promovido à equipa de seniores.
Quanto a reforços e apesar de já terem sido contratados alguns jogadores, a actual direcção ainda não anunciou os nomes dos atletas.

O Sertanense irá entrar em acção já no próximo dia 5 de Setembro, altura em que se disputa a primeira eliminatória da Taça de Portugal. Uma semana depois, a 12 de Setembro, tem início o Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Centro).

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Leandro vence prémio «Melhor atleta sénior dos nacionais»

O jogador do Sertanense Leandro foi agraciado, no passado sábado, com o prémio de «Melhor atleta sénior dos nacionais», na 2.ª Gala do Futebol Distrital de Castelo Branco. Esta iniciativa organizada pela AF de Castelo Branco decorreu em Idanha-a-Nova, na zona da Feira Raiana.
Depois de uma excelente época ao serviço do emblema sertaginense, onde efectuou 29 jogos e apontou três golos, Leandro viu reconhecido o seu valor com este prémio. “Acho que é o corolário de uma época fantástica, depois de termos conseguido a manutenção. Ser nomeado e ganhar é fantástico”, sublinhou Leandro, em declarações à Rádio Condestável.
A 2.ª Gala do Futebol Distrital de Castelo Branco consagrou também outros atletas e dirigentes, cuja lista a seguir divulgamos:
Melhor dirigente: Aníbal Antunes (Águias Moradal)

Melhor atleta sénior do distrital: Gonçalo Guerra (Águias Moradal)
Melhor atleta sénior futsal do nacional: Diego (A.D. Fundão)
Melhor atleta sénior futsal distrital: Cristóvão (Ladoeiro)
Melhor atleta futebol formação: Paulico (Sp. Covilhã)
Melhor atleta futsal formação: Rui Gaspar (A.D. Fundão)
Melhor atleta futsal feminino: Rute Duarte (A.D. Estação)
Melhor treinador de futebol sénior: António Belo (Águias Moradal)
Melhor treinador de futsal: José Luís (A.D. Fundão)
Melhor treinador de formação: Chico Lopes (Benfica Castelo Branco)
Melhor árbitro: Tiago Gonçalves

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Convívio marca encerramento da época 2009/10 dos escalões jovens

O Sertanense Futebol Clube (SFC) vai organizar, no próximo dia 20 de Junho, um convívio desportivo entre pais e filhos, que marcará o encerramento da época 2009/10 do Departamento de Futebol de Formação do SFC.
O convívio tem início pelas 10h30m com um encontro de futebol de 7 entre pais e filhos do escalão de escolinhas e escolas, seguindo-se mais quatro jogos com o mesmo modelo, mas nos escalões de infantis, iniciados, juvenis e juniores.
Pelas 13 horas, terá lugar um almoço convívio, para onde estão convidados todos os protagonistas do dia e não só. O único requisito é trazer a comida, isto porque o clube oferece a bebida.
Na parte da tarde, terá lugar um torneio de sueca, com os vencedores a habilitarem-se a ‘valiosos’ prémios. A animação da festa estará a cargo do acordeonista Rui Miguel.