segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Sertanense estreou-se no futsal sénior


O Sertanense estreou-se, este fim-de-semana, nas competições distritais de futsal sénior da AF Castelo Branco. Esta é a primeira vez que os sertaginenses apresentam uma equipa de futsal sénior, depois de há mais de uma década terem alinhado com uma formação de iniciados no Distrital de Castelo Branco, chegando mesmo a vencer o campeonato.
A estreia aconteceu diante do Núcleo de Juventude do Concelho de Proença-a-Nova, em jogo a contar para a primeira jornada da Série B da Taça de Honra Carlos Ranito Xistra. O Sertanense saiu derrotado por 5-3 mas o conjunto orientado pelo treinador/jogador João Nívea deixou excelentes indicações para a época que agora se inicia.
Na próxima jornada desta Taça de Honra, o Sertanense recebe o Vitória de Sernache.
Refira-se que o Campeonato Distrital de Futsal terá início a 8 de dezembro, dia em que o Sertanense se desloca ao Retaxo para defrontar a equipa local. Nesta prova, alinham ainda as formações da Casa do Benfica de Oleiros, Vitória de Sernache, Carvalhal Formoso, Núcleo de Juventude do Concelho de Proença-a-Nova, Mata/AAUBI e Penamacorense.

sábado, 13 de outubro de 2018

Sertanense e Benfica defrontam-se para a Taça de Portugal


O Sport Lisboa e Benfica é o adversário do Sertanense na terceira eliminatória da Taça de Portugal. Quis o sorteio que as duas equipas se encontrassem, o que sucederá, a nível oficial, pela primeira vez na história do futebol nacional.
O jogo, inicialmente agendado para o Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos, será disputado em Coimbra (Estádio Cidade de Coimbra) a partir das 20h45m do próximo dia 18 de outubro (quinta-feira). A partida terá transmissão televisiva na RTP1.
O motivo da alteração do recinto de jogo prende-se com alegados problemas com o estado do relvado do Campo de Jogos Dr. Marques dos Santos.

7. ª jornada do Campeonato de Portugal (Série C): Alverca 0-1 Sertanense


O Sertanense conquistou uma importante vitória no reduto do Alverca, um resultado que coloca a equipa na sétima posição, com 12 pontos, a seis pontos dos lugares da fase de subida do Campeonato de Portugal (Série C).
A equipa da Sertã teve sempre o ‘sinal mais’ durante este desafio e chegou à vitória na segunda parte, através de um golo de Sele Davou, que depois de um excelente passe da direita, desferiu um potente remate à entrada da área sem hipóteses para o guardião contrário.
Até ao final do jogo, os sertaginenses controlaram as operações e asseguraram um precioso triunfo nesta prova.
Na próxima jornada (jogo a 21 de outubro, às 15h), o Sertanense recebe o líder Sintrense.

Ficha de jogo

Complexo Desportivo de Alverca
Árbitro: Paulo Barradas (Setúbal)
Alverca: Júnior, Beto, Ézio Pinto, Hugo Grilo, Roger Milla, Miguel Lopes, Tiago Honrado, Francisco Aguillar (Gonçalo Ferreira, 72’), Bitó, Elton Carvalho (André Galamba, 68’) e Tiago Pereira (Zé Carlos Semedo, 68’)
Sertanense: Rafa Santos, Tito Júnior, Bruno Pereira, Yeison Rojas, Tiago Correia, Kevin, Tiago Baptista, Hugo Barbosa (Filipe Mello, 84’), Sele Davou, Pereirinha (Sócrtaes, 63’) e Ricardo Pires (Cláudio Silva, 80’)
Golo: Sele Davou (65’)
[Vídeo por cortesia de AlvercaTV]

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

2.ª eliminatória da Taça de Portugal: Vitória de Sernache 1-3 Sertanense


O Sertanense segue em frente na Taça de Portugal, depois de ter derrotado, na segunda eliminatória, o Vitória de Sernache. O derby concelhio foi bastante emotivo, mas os sertaginenses levaram a melhor e venceram por 3-1, no reduto dos seus adversários.
Embora se defrontassem, pela primeira vez, na Taça de Portugal, o histórico de confrontos entre as duas equipas é já longo, remontando à década de 1970 (para referir apenas as competições oficiais).
Para ficarmos com uma ideia mais próxima de como decorreu a partida, deixamos aqui o relato do jornal online Mediotejo.net.
“Os primeiros vinte minutos da partida pertenceram à equipa da casa, embora sem criar perigo junto à baliza adversária, à exceção do remate de longe aos 3 minutos da partida em que o guarda-redes Rafa respondeu bem.
Com 20 minutos de jogo decorridos, o Sertanense cresce na partida e vai para cima do adversário. Ganha um livre à entrada da área descaído para o lado direito do seu ataque. Remate em arco e Edoa, guarda redes do Vitória, vê a bola passar muito perto da trave.
Aos 33 minutos de jogo o árbitro da partida Rui Soares mostra a primeira cartolina amarela do jogo a Leandro Borges após dura falta sobre o seu adversário a meio campo.
39 minutos e um grande golo de Barbosa após marcação de livre à entrada da área do Vitória. A bola é prensada na barreira sobrando para Barbosa que desfere um potente remate encaixando a bola no canto superior esquerdo da baliza de Edoa que nada podia fazer.
Um minuto depois o Sertanense volta a criar perigo mas Edoa, atento, faz boa defesa. Minutos finais da partida sufocantes para equipa da casa acusando alguma inexperiência. Aos 43 minutos, novo livre frontal à entrada da área dentro da meia-lua. Kevin chamado para a marcação do livre remata forte e rasteiro, a bola passa entre a barreira e entra na baliza defendida por Edoa que ainda se estica para o seu lado esquerdo mas não consegue chegar e evitar o 0-2 para o Sertanense.
O início da segunda parte volta com mais posse de bola para o Vitória de Sernache. Aos 57 minutos, António Joaquim faz duas substituições de uma assentada colocando Guilherme no lugar de Hélio Amaral e Sandro no lugar de Lamine.
Aos 58 minutos, o Vitória ganha um livre ainda longe da baliza defendida por Rafa Santos. David W. executa um remate enrolado e a defesa contrária limpa a jogada com facilidade.
Aos 61 minutos João Manuel Pinto mexe na equipa e coloca Filipe Mello no lugar de Barbosa, autor do primeiro golo da partida.
O Vitória neste segundo tempo equilibrou mais o jogo, jogando taco a taco perante a equipa de Sertã, e William, aos 62 minutos, cria muito perigo à baliza defendida por Rafa Santos após remate forte cruzado. A bola sairia ao lado.
Na resposta, o Sertanense num lance todo ele pelo lado esquerdo por intermédio de Davou, que corre meio campo com a bola, fugindo a dois adversários, entra na área e cruza para a entrada da pequena área onde aparece Ricardo Pires que atira para o fundo da baliza de Edoa colocando o resultado em 0-3.
Aos 67 minutos de jogo e nova alteração no Sertanense. Ricardo Pires sai dando lugar a Cláudio. João Manuel Pinto refrescava assim o ataque da sua equipa.
O Vitória responde e coloca Sandro no lugar de Cunha. Com 73 minutos, o Sertanense esgota as substituições colocando Luís Dias no lugar de Davou que efetuou uma excelente partida.
Troca de bola na defensiva do Sertanense entre o defesa e Rafa Santos, este não consegue devolver em condições e Sandro aproveitando o brinde do guarda redes da Sertã reduz para 1-3 aos 76 minutos da partida.
Com 79 minutos o jogador Williams tem uma entrada fora de tempo sobre Rojas e vê a cartolina amarela. O mesmo Williams, em cima do tempo regulamentar, passa por dois adversários e remata cruzado levando muito perigo à baliza do Sertanense.
Já no tempo de descontos, Jackson comete um erro na sua defensiva e coloca a bola nos pés de Cláudio. O avançado da equipa de Sertã atira forte fazendo com que a bola bata estrondosamente no travessão da baliza de Edoa.
Trabalho muito positivo da equipa de arbitragem”.

Ficha de jogo

Estádio Municipal D. Nuno Alvares Pereira (Cernache do Bonjardim)
Árbitro: Rui Soares (Santarém)
Vitória de Sernache: Edoa, Paulo Matos, Jackson Mendes, David W., Hélio Amaral (Guilherme, 57’), Leandro Borges, Lamine (Sandro, 57’), Leandro Santos, João Vítor, Cunha (Fábio, 67’) e Williams.
Sertanense: Rafa Santos, Tito Júnior, Kevin, Tiago Baptista, Sele Davou (Luís Dias, 73’), Christian Osifoh, Ricardo Pires (Cláudio Silva, 66’), João Jesus, Rojas, Hugo Barbosa (Filipe Mello, 61’), Sócrates.
Golos: Hugo Barbosa (39’), Kevin (43’), Ricardo Pires (64’) e Sandro (76’).
[Foto por cortesia do mediotejo.net]